ALEITAMENTO MATERNO

No mês de agosto se celebra o dia Mundial do aleitamento Materno. Acabo me perguntando por que realizar dia mundial de algo que seria natural no ser humano? Isso demonstra ao quanto perdemos nossa sensibilidade por aquilo que recebemos de graça em nossa natureza. Ato natural, próprio dos mamíferos que com privilégio e consciência o ser humano pode realizar para seus filhos. O aleitamento materno é uma grande preocupação da Organização Mundial de Saúde e Unicef.

O aleitamento é algo de suma importância para a criança até aos seis meses de idade protegendo-a de doenças infecciosas, nutre-a e aumenta o vínculo entre mãe e filho. Alguns empecilhos dificultam a amamentação e podem ser superados com ajuda profissional, são eles: falta de orientação das mães; falta de apoio do companheiro e dos familiares; volta ao trabalho em tempo precoce; despreparo durante a gestação para a amamentação; doenças da mãe e da criança entre outros.

Existe um trabalho enorme a ser realizado com as gestantes e puérperas a fim de que não deixe de amamentar seus filhos sobretudo nos primeiros seis meses. Isto evitará uma série de complicações para a criança. Para mulher o aleitamento traz grandes vantagens como a prevenção do câncer de mama, de ovário e protege contra o diabetes tipo II.

O leite materno é um alimento completo sem necessidade de complementação com suco, água ou chá. É completo como nutrição e como imunologia possuindo células de defesa da mãe que protegerá a criança de doenças nos primeiros seis meses enquanto esta ainda não adquiriu sua própria imunidade. Nenhum outro alimento fornece ao bebê o que o leite materno pode fornecer. O aleitamento materno é prático, sem risco de contaminação no preparo como no de outros leites. Estudos apontam que crianças amamentadas são mais tranquilas, inteligentes e felizes.

O aleitamento deve começar na primeira hora de vida da criança e, se possível, ainda na hora do parto. Não há leite fraco. Toda mãe produzo leite conforme seu filho necessita. A natureza é sábia!


REFERENCAS CONSULTADAS:

https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/nutricao/aleitamento-materno/

http://www.redeblh.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=366

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ALZHEIMER